Dicas para economizar

Publicado em 16/11/2015 18:17h

Reduzir custos sem perder qualidade é uma preocupação constante de quem administra frotas. Segundo especialistas, a maneira de guiar é o fator que mais afeta os gastos na hora de abastacer, independentemente do tamanho da frota e do tipo de produto utilizado (diesel, etanol, gasolina ou GNV).

Com providências simples é possível reduzir o consumo e, consequentemente, o impacto da alta no bolso (ou na planilha de custos).

Ao eliminar possíveis fontes de disperdício, o consumidor, seja ele pessoa física ou empresa, pode se surpreender com a economia. Acelerar o veículo de forma suave, por exemplo, reduz o volume de queima à metade, pois a arrancada é o momento de maior consumo.

Negligenciar os pneus é outra falha grave. Com a calibragem abaixo da ideal, há aumento da área de contato com o piso, o que exigirá mais força do motor para mover o veículo. Calibrá-los semanalmente reduz o gasto de combustível em até 20%.

A direção desalinhada produz esse mesmo tipo de efeito. Como há mudança na área de atrito dos pneus, será preciso acelerar mais o motor para obter o mesmo resultado. Com isso, haverá aumento do volume de combustível queimado. E por falar em queima, caso as velas de ignição e os filtros (ar, óleo e combustível) não estejam funcionando corretamente, o veículo pode gastar até 15% mais. Por isso é importante fazer todas as revisões periódicas, seguindo o preconizador do manual.

Pequenas mudanças de comportamento também garantem economia, como manter as janelas fechadas ao rodar em rodovias e evitar descer ladeira e serras com o câmbio desengatado.

Outras Dicas

5 dicas para limpar o interior do seu carro

Publicado em 05/07/2017 11:42h

10 tecnologias que veremos em carros no futuro

Publicado em 01/07/2017 10:04h

Seu carro fica exposto ao sol?

Publicado em 19/06/2017 16:18h