A importância da revisão antes das viagens de carnaval

Publicado em 09/02/2017 12:30h

Com a chegada do Carnaval, muita gente decide pegar a estrada para os balneários e até para lugares mais distantes, como Vigia, Tucuruí, Cametá e outros destinos de distâncias razoavelmente longas. Para garantir uma boa viagem de carnaval a todos, a Potencial Multimarcas separou uma lista com alguns quesitos que devem ser checados antes que os clientes peguem a estrada, confira:

Lubrificantes – O nível do óleo do motor deve ser verificado com o carro frio ou, no mínimo, dez minutos após ter sido desligado. Retire a vareta e a limpe com um pano seco e que não solte fiapos. Recoloque a haste e depois retire-a novamente. O nível do óleo deve estar entre as marcas de mínimo e máximo da vareta. Se o lubrificante estiver abaixo do nível ou muito sujo, com sinais de formação de borra, o ideal é trocar por produto dentro das especificações recomendadas pelo fabricante no Manual do Proprietário. Neste caso é preciso trocar também o filtro de óleo.

Sistema de arrefecimento – Lembre-se que subidas de serra e longos engarrafamentos forçam o motor e o sistema de arrefecimento do veículo. Verifique se a água do reservatório está no nível, mas fique atento. “Completar” com frequência o recipiente significa que algo está errado e é necessário levar o carro uma concessionária para checar se o sistema apresenta algum vazamento ou defeito.

Fluidos – Níveis baixos de fluidos geralmente são descobertos por meio de alertas no painel de instrumentos. De qualquer forma vale conferir os óleos do freio, da direção hidráulica e do câmbio automático e descartar qualquer vazamento. Uma dica é deixar o carro estacionado por algum tempo e depois olhar por baixo se há alguma mancha oleosa no chão.

Mangueiras, correias e borrachas – Cheque se as mangueiras estão ressecadas ou aparentam estufamento. Elas podem arrebentar e ou apresentar vazamentos. O mesmo vale para as correias. Se romper uma correia dentada, por exemplo, é fim de viagem na certa. E se o carro apresentar trepidação além do normal, é bom checar as borrachas do motor, coxins e buchas.

Suspensão – Amortecedores têm vida útil entre 20.000km e 40.000km, dependendo das condições de uso, segundo a Nissan. Mas o próprio comportamento do veículo pode revelar o nível de desgaste dos componentes da suspensão. Observe se o carro balança muito depois de passar por uma lombada ou um buraco, se surgem ruídos estranhos quando se trafega em pisos irregulares ou paralelepípedos, se a carroceria oscila além do esperado nas curvas e se os pneus apresentam desgastes irregulares. Nestes casos, é bom levar o veículo a uma concessionária e verificar todo o jogo: amortecedores, molas, buchas, batentes, bandejas, pivôs e terminais. E fique atento à carga máxima que seu automóvel pode transportar. Excesso de bagagem pode comprometer e sobrecarregar a suspensão.

Pneus e alinhamento – Calibre os pneus do carro assim que sair de casa, com eles ainda frios. E verifique a pressão recomendada no Manual do Proprietário ou nas molduras internas da porta do motorista. Pneu mal calibrado compromete o conforto, a estabilidade e o consumo. Além disso, verifique as condições das bandas de rodagem. Se os sulcos da borracha estiverem no mesmo nível da sigla TWI ou de um símbolo de triângulo nas laterais do pneu, significa que é hora de trocá-los. Não se esqueça de calibrar e checar o estepe. Ao mesmo tempo, veja se o carro está “obediente”. Em uma rua pouco movimentada, plana e reta, e a uma velocidade baixa, tire o pé do acelerador e solte o volante. Se o carro “puxar” para um dos lados e se o volante trepidar demais, é preciso fazer o alinhamento da direção e o balanceamento das rodas.

Freios – Problemas no sistema de frenagem são perceptíveis. Chiados, ruídos e vibrações na hora de frear podem ser sinais de desgaste das pastilhas. Aproveite e confira outros componentes, como discos, tambores, cilindros (mestre e de roda), pinça, servo freio, sapata e fluido.

Limpadores – Verão é época de chuvas fortes e os limpadores de para-brisas devem estar em perfeito funcionamento. Não esqueça de completar a água e o detergente específico do reservatório do lavador do vidro e checar se as passagens do esguicho estão desobstruídas. Veja também se as borrachas dos limpadores não estão desgastadas ou ressecadas.

Luzes – Antes de sair, teste faróis, lanternas, setas indicadoras de direção, pisca-alerta, luz de ré e faróis de neblina. Se a garagem for coberta, coloque o carro de frente para uma parede, acenda os faróis e verifique se o facho de luz está torto ou alto demais.

Equipamentos – Confira se macaco, chave de roda e triângulo estão em perfeitas condições de uso. Não esqueça de olhar se o extintor está dentro do prazo de validade e com a carga correta. Teste também a buzina e os vidros elétricos, e fique sempre atento aos alertas no quadro de instrumentos. Leve sempre uma caixa reserva de fusíveis. Além de barata, é uma peça fácil de trocar.

Documentação – Não esqueça o documento do veículo e a carteira de habilitação, além dos telefones da companhia de seguro e de emergência das rodovias nas quais se pretende trafegar.

Fonte: O Mecânico.

Outras Dicas

5 dicas para limpar o interior do seu carro

Publicado em 05/07/2017 11:42h

10 tecnologias que veremos em carros no futuro

Publicado em 01/07/2017 10:04h

Seu carro fica exposto ao sol?

Publicado em 19/06/2017 16:18h